quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Ironias II

Uma pessoa das mais esquecidas, ou a fazer-se de esquecida porque lhe dá jeito ou porque pôr as sinapses a exercer a sua função dá muito trabalho, que dá uma voltinha ao aquário e tudo o que lhe foi dito antes varreu-se, virar-se para uma pessoa que para o assunto em questão até é organizadinha, e dizer "depois eu lembro-te!". Sim, está certo! Como diz a Bíblia, com a devida adaptação ao caso, é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha de que o peixinho lembrar-se de lembrar!

6 comentários:

C. disse...

Desculpa pela demora mas estive ali uns dias sem net... Obrigada, eu também adoro aquele colar, tão simples e diz tanto não é? lol *

JS disse...

Há uma música que diz mais ou menos isto:
Eu não me esqueci,
De me esquecer de ti.

De que é que este post fala, mesmo??? eheheh

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

As vezes dá jeito esquecer...rs

Nina Nininha disse...

"Depois eu lembro-te!" no dia de São Nunca à tarde. Só pode! :)

SuperSónica disse...

Que ironia....!

maria umbelina disse...

C.
é muito giro, sim e faz-me lembrar os relatos malucos do rapazinho nis jogos de quiditch :D



JS,
ai! Alguém se esqueceu de tomar as pastilhas para a memória :p



Maria,
a esta pessoa então, se dá! Até irrita!



Nina,
é que é mesmo isso!



SuperSónica,
mesmo!