quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Horas de sono precisam-se e aprender a revistar bolsos também

Aqui a inteligência rara tem um carro e esse carro tem duas chaves, como acho que a maioria dos carros deve ter. Eu não ando com as duas chaves. Uso mais uma e a outra está lá de plantão, à espera do momento para entrar na ignição.
Ontem quando o carro ficou sem bateria andava eu à procura da chave e não a encontrava em lado nenhum. Nem em cima da mesa, onde costuma estar sempre, nem na bolsa, nem no bolso do casaco. Chave de grilo!
Tive que pegar na outra chave para descobrir se o carro pegava ou não. Lá fui eu cheia de entusiasmo para as aulas (só que não). Quando meti a mão ao bolso do casaco antes de vir embora, além da chave que tinha trazido o que é que lá estava mais? A outra chave de que andei à procura!
Sim, estou a precisar de descanso (ou de um cérebro novo)! :p
Este post também me faz concluir que não tenho jeito para procurar coisas em bolsos, porque já noutro dia estava a pendurar umas calças do meu paizinho numa cruzeta e ele disse-me para tirar o terço do bolso. Eu meti a mão ao bolso à procura do terço e não o encontrei. O meu pai insistia que estava lá e eu dizia que não e procurava outra vez e não encontrava nada. O homem enerva-se, pega nas calças, mete a mão ao bolso e o que é que sai de lá? O terço!

5 comentários:

FME disse...

Também me costumam acontecer coisas dessas :)

Miss Purple disse...

Oh pá essa do terço :P
mas é normal que o cérebro também se cansa e bem!

esperto que nem um alho disse...

E para onde é que foram os outros 2/3? eheheh

Nina Nininha disse...

Eu também sofro do mesmo! Os bolsos têm algum pacto contra nós, não percebo! ;)

mariaele disse...

FME, que bom, já não estou só! :P


Miss Purple, eu essa não o estava mesmo a sentir e eu a teimar que não estava e o meu pai a teimar que estava, olha foi de rir :P

esperto, o meu pai só encontrou um terço :P


Nina Nininha, é que eu meti lá a mão e não senti nada! Bolsos feios :P