quinta-feira, 20 de novembro de 2014

É muita habilidade junta II

E mantendo-me ainda no tema das estradas, há ainda outra coisa que eu acho fantástica! A capacidade dos senhores que abrem rasgos nas estradas para a colocação de tubos de saneamento e gás e outras coisinhas que passam debaixo dos tapetse de alcatrão, conseguirem colocar as tampas no sítio exato e preciso onde os condutores passam com as rodas! É uma coisa que eu admiro, é que é milimétrico, não falha! 

7 comentários:

Nina Nininha disse...

E colocam as tampas um palmo acima do alcatrão ou um palmo abaixo ... ao mesmo nível deve ser démodé! Só pode!;)

T disse...

Obrigada pelo reparo!
Já tinha dado por o erro mas tive preguiça de o emendar!

JS disse...

Ainda se estivessem niveladas... o problema é que a merda das tampas ficam 5 centímetros mais altas do que a estrada.
E tens razão: era muito mais simples até para fazer reparações, se as caixas ficassem nos passeios.
Por acaso aqui na freguesia, há uma rua onde as tampas do saneamento e das telecomunicações, estão no passeio. Mas o resto estão na faixa de rodagem, umas abaixo, outras acima. É ao gosto do indígena que fez a obra. xD

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

Fiscalização... como se faltassem mais fiscais. Mas enfim...

maria umbelina disse...

Nina,
mesmo nível! Isso é para principiantes! :P



T,
de nada :)



JS,
que esburacar passeios? Fechar as estradas para reparações é que é bom! Por falar em reparações, e o que eu gosto dos remendos que deixam onde as tampas aluem, ou ganham buracos? É mais uma calamidade como as tampas! Não sei quem é o engenheiro que risca, mas de certeza que não passa por lá de carro!



Maria,
não sei se seria solução, mas por outro lado empregava alguns.

JS disse...

Passa por lá de carro, mas não é o dele. Essa cambada anda no carro da Câmara. :/

maria umbelina disse...

JS,
se fosse o dele se calhar já riscava de outra maneira! Enfim...